Continuar

Nascido nos EUA, criado no Brasil

Um pouco dos bastidores da história do Warren

Nascimento

Enquanto ao Sul da ilha de Manhattan está Wall Street, mais ao Norte da ilha existe uma região chamada Silicon Alley. Lá existem “cabeças” que pensam no futuro das empresas financeiras, colocando as pessoas em primeiro lugar. Empresas que constroem produtos, serviços e relações honestas e duradouras com seus clientes. No final de 2014, neste mesmo ambiente, nascia o Warren.

Motivados em criar uma plataforma que trouxesse uma nova experiência em investimentos, três amigos se uniram na missão de tentar trazer o mundo financeiro para mais perto das pessoas.

O QG do Warren foi constituído na sala do apartamento de um dos fundadores e o trabalho começou a partir de inúmeras conferências online e em espaços alugados no Brooklyn e Manhattan.

Rua Bedford, Williamsburg, NY

Ao final dessa primeira etapa, gerou-se um enorme volume de dados e informações sobre perfis de investidores, suas demandas e preocupações e, com isso em mãos, o Warren começou a tomar forma.

Após alguns meses de desenvolvimento, o primeiro protótipo saiu do forno. Era ainda cheio de falhas e coisas a melhorar mas, mesmo assim, foi apresentado em uma das maiores feiras de empreendedorismo dos EUA entre aproximadamente outras 500 startups. Não se fazia ideia do que poderia acontecer, já que nenhum dos três havia feito ou participado de algo assim antes. Para a surpresa deles, o Warren acabou sendo eleito uma das 10 mais promissoras startups entre todas as outras.

Este resultado serviu como motivação para tirar o Warren da antiga sala. Este foi o estímulo para abandonar os empregos e trabalhar com dedicação total para dar vida ao Warren.

Sala Tito, NY

Enquanto esse movimento acontecia, uma nova rota se abria. Em 2016 entraria em vigor uma nova instrução da CVM no Brasil, permitindo que gestoras fizessem a distribuição de produtos financeiros sem a necessidade de intermediários. Esta nova instrução permitia tornar realidade o sonho de abrir o Warren no Brasil.

Assim, em outubro de 2015, parte do time do Warren desembarcou em Porto Alegre, nossa nova casa.

Por que Warren?

O mundo de investimentos vivia cercado de soluções quadradas e distantes, mas nós queríamos reverter isso, tornando este mundo em algo agradável e mais pessoal. Por isso surgiu a ideia de que cada pessoa fosse conduzida por um guia automatizado. Como se fosse um amigo que saca tudo sobre investimentos, ajudando no passo a passo. E, claro, precisava ter um nome de pessoa.

Foi então que, na busca pelo nome perfeito, um dos fundadores estava cruzando a esquina da Warren Street em NY e viu a placa "Warren ST". Foi ali mesmo o batizado.

Rua Warren, NY

Warren é um nome comum nos EUA, não tanto quanto o José no Brasil, mas quase lá!

Porém, o que era um nome perfeito para os EUA, virou uma dúvida enorme para o Brasil. Será que as pessoas vão conseguir pronunciar Warren? Será que vão conseguir escrever?

Para alívio geral do time que ama o Warren, sim! Uma grande pesquisa tirou essa dúvida e nos deixou ainda mais animados.

O que é

O Warren é uma Gestora e Administradora de recursos, credenciada e fiscalizada pela CVM. O Warren tem seus próprios fundos de investimento e faz a gestão, administração e distribuição deles.

Não é necessário ter conta em outras corretoras. A relação é 100% com o Warren, do cadastro ao investimento.

Por trás do Warren

Os fundadores têm características bem diferentes.

Tito Gusmão vem de larga experiência no mercado financeiro, tendo sido sócio da maior corretora do Brasil e ministrado mais de 500 palestras pelo país; André Gusmão, com carreira montada na área de desenvolvimento, já criou plataformas com fluxo de 100 mil ordens/dia para a bolsa; e Rodrigo Grundig, UX Designer, já trabalhou no Brasil e nos EUA em projetos locais e globais para empresas como Coca-Cola, Google e Motorola. Para completar o time de fundadores, chegou o quarto membro, Marcelo Maisonnave, fundador da maior corretora do Brasil e conhecedor como poucos de todas as engrenagens do mercado financeiro brasileiro.

Esta é a nossa história

Agora que você já conhece um pouco mais do Warren, por que não fala com ele?

Falar com o Warren!

Você só investe quando quiser.